O Cedro Australiano (Toona Ciliata) é uma árvore cuja ocorrência natural é predominante na Austrália e Ásia. A família Meliácea, a qual pertence o Cedro, contém as mais valiosas espécies produtoras de madeira para mobiliário da região tropical, da qual também fazem parte o mogno brasileiro (Swietenia Macrophylla) e os outros cedros (Cedrela ssp). As propriedades físicas, biológicas e mecânicas das madeiras dessas espécies são bastante semelhantes. (BYGRAVE 2005; STYLES 1972; VENSON et al.,2008). Na Austrália a madeira era conhecida como “Red Gold” devido seu grande valor e raridade. A madeira é indicada para movelaria, produção de instrumentos musicais, acabamento finos de construção civil e também laminação. Apresente excelente trabalhabilidade, baixa retratibilidade, leveza e grande beleza visual.

O Cedro Australiano é considerada hoje uma madeira muito rara em todo o mundo porque quando cultivado em sua área natural sofre ataque de uma lagarta, a H. Robusta, que até hoje prejudica seu desenvolvimento fazendo com que essa madeira se encontre em extinção na sua região de origem ( BYGRAVE 2005) alcançando grande valor no mercado internacional.